Com a idade.. 

A idade muda-nos. A idade, a maturidade, a velhice, o que seja ou como lhe queiram chamar, faz-nos olhar para tudo de forma diferente.

Nunca gostei de açordas, de pão muito esmigalhado, do sabor dos alhos e das cebolas, dos enchidos de sabores fortes, de doces típicos de natal como filhoses, rabanadas, coscorões. Hoje em dia gosto de tudo isso e muito. Passei a salivar de cada vez que vejo uma rabanada, um coscorão, ou uma filhós de batata doce ou de abóbora. Nem apreciava o sabor da canela por aí além e agora até com bananas a como. Gosto de doces de Natal fora da época, nos dias tb me enfardo mas sou muito mais de comer fora de época. O sistema não aguenta mesas muito compostas e a tarefa árdua de tudo provar sem causar adversidades, normalmente há mau resultado.

As dores de cabeça fortes associadas a causas naturais e desgaste de situações complicadas, têm sido o prato do dia. Hoje precisei de vir para casa, abandonando o dia a meio, sem ter concluído os objectivos a que me tinha proposto. 

Seria já depois de um comprimido, cumprido o efeito, que me deliciei com esta rabanada de outro mundo..

A idade tudo traz.

**

Advertisements