GNR e o que nunca devia ter acontecido. 

Uma vergonha! Uma autêntica vergonha!! Como é possível nos dias de hoje que ainda aconteçam coisas destas?! Em cursos da Guarda Nacional Republicana?! Por instrutores que supostamente são homens que estão na sociedade para nos defender?!? E o que filmou e denunciou a situação, ainda levou um processo disciplinar em cima?! Quando não fez mais do que a sua obrigação, enquanto Homem, enquanto cidadão, enquanto força de segurança?! Já começaram a rolar cabeças e deviam rolar muitas mais. Uma vergonha que isto possa ter acontecido, uma vergonha. Miúdos indefesos que seguiram a carreira policial, com vocação e gosto certamente e que tiveram que enfrentar isto??! Que mundo é este?! Que tipo é este com este fato vestido?! De que matéria é feito?! Farelo negro?! Cimento e uma pedra em vez de coração?!? Bardamerda pra esta gente. Que seja punida, expulsa e que apodreça lá bem longe. 
Canalhas.

**

Advertisements

B&W. 

Nem sempre há cor mas por vezes o preto e branco enche mais do que a cor. Há sempre dias mais cinzentos, há sempre tempos mais tramados… 

**

Healthy. 

Poder fazer a minha alimentação com aquilo que eu gosto, temperar como eu gosto, comer a quantidade que quero, cozer os ovos no momento sabendo a sua frescura, cortar o tomate na hora, fazer uma salada sopinpa, comer uma maçã no fim e rematar com um quadradinho de chocolate negro salgado.. Hum lá estão as coisas tão simples a que uns não ligam nada e a mim me sabem pela vida.

Sempre escolhas saudáveis, nada de molhos [só muito sumo de limão nos espinafres]. Não se trata de cortar em nada, trata-se que isto me sabe muito, muito, bem.

**

No surprises. 

Não havia surpresas quanto ao troféu de ontem. Sabemos todos que quem manda nesta merda toda da FIFA é o Real Madrid e enquanto assim for os prémios valem o que valem.

Sem surpresas.

#tensquecomermuitapapaóModric

**

Depressa e bem, não há quem. 

Não tenho muito tempo para ver televisão, e muitas vezes quando estou em casa, prefiro ler ou até mesmo estar em silêncio.

Desde que vi a promoção ao programa que tive curiosidade de ver o que aí vinha desta vez. Nunca tinha visto nenhuma versão, de nenhum país.

Não sou daquele tipo de pessoa que pura e simplesmente admite que não vê um programa, por vergonha ou porque se acha supra-sumo para ver aqueles programas. Do ponto de vista social, das pessoas, é interessante ver estas abordagens, porque nos alerta para uma série de questões.

Basicamente o “Casados à Primeira Vista” é um programa onde “especialistas” se propuseram a realizar matchs perfeitos para homens e mulheres que desistiram de, no mundo real, encontrar a sua cara metade. Até aqui nada de muito surreal, a não ser o facto de se conhecerem no altar, no momento do casamento, na hora do sim. Tudo isto desde a primeira hora foi muito estranho porque a vida não funciona assim, porque as coisas jamais podem funcionar assim. Não vejo muitas vezes o programa, mas vejo pequenos excertos na net e vou percebendo sempre em que pé as coisas estão.

Como é possível haver intimidade, uma relação de confiança, uma amizade, entre duas pessoas que não se conhecem?! Em que muitas das vezes nem um interesse em comum há, um que seja, apenas um?! O resultado deste programa é um conjunto de pessoas que para ali estão, a encher chouriços, ganhando o seu dinheirinho semana após semana até que o programe acabe e vá cada um à sua vidinha. É muito óbvio que isto não resulta, que isto não pode resultar. As personalidades de cada pessoa são muito próprias e muitas vezes nem com anos de convivência se acertam agulhas, quanto mais em meia dúzia de semanas. O que interessam os votos, as alianças, o andar de mãos dadas, as danças estúpidas e despropositadas num copo d’agua completamente atípico onde as pessoas não se conhecem, onde os noivos perguntam o nome um ao outro ali em frente aos convidados?! Poderá o coaching ou qualquer outra ferramenta conseguir com que estas coisas resultem?! Mas há lá fórmulas ou receitas perfeitas para duas pessoas se casarem e depois se apaixonarem ainda que estejam desesperados para encontrar a sua cara metade?!? As coisas não são assim, não funcionam assim, nunca serão assim, nem nunca funcionarão assim. 

Não sei as audiências do programa, não sei sei se o canal acha que o programa teve sucesso [porque o que conta são as audiências e não o número de casais onde a experiência resultou], mas acho honestamente que isto foi um tiro ao lado e que não, a ciência nunca pode conseguir trabalhar nestas coisas do coração. 

A ciência é para a ciência. O coração é para o coração. 

**