Boa Noite.

Que nunca se perca a capacidade de dizer boa noite, independentemente do estado em que se esteja. Estou mal é certo, mas tenho que ser forte. Se foi este cantinho que me ajudou sempre, é assim que terá que continuar a ser.

**

Advertisements

Tempos difíceis..

Há alturas da vida muito más. Há alturas da vida em que tudo se desmorona e, perdidos que estamos, não temos discernimento para muito, além de respirar…

Não sei precisar quantos dias estive sem vir. Aqueles que achei necessários para digerir tudo aquilo que me rodeia no momento. Não quero sofrer por antecipação porque agora é o tempo da espera dolorosa…aquela espera angustiante de que padecem os exames médicos.

Tenho os dois pais com problemas de saúde. Os dois. O pai e a mãe. Com problemas graves que podem ser gravíssimos. No embate que foi ler o relatório da última alta perdi o chão. Perdi o discernimento, as forças, todas as capacidades. Deixei de conseguir pensar, trabalhar, realizar, executar, focar-me no que fosse. Um emaranhado negro é o que me envolve neste momento, uma angústia permanente, um sufoco, uma tristeza atroz..

Tenho milhares de conhecidos e poucos amigos de coração. Contam-se pelos dedos das mãos. Nestas alturas tenho o problema de nada conseguir dizer, porque me faltam as forças, porque me custa enfrentar a realidade e voltar a ler o relatório da alta para tentar perceber melhor. Não vou conseguir perceber nada porque nada posso fazer, para já.

Há sufocos difíceis de enfrentar, difíceis de engolir.

Esperança sempre foi a poção mágica que me ajudou a enfrentar a vida. Continuarei sempre a tê-la, continuarei sempre a ter força para ajudar aqueles que me criaram, tantas vezes com tanto esforço. Posso virar costas e ser um caco que eles nem imaginam. Nem sonham. Mas pela frente enfrentarei o que for preciso enfrentar!

Há alturas da vida muito más..

**