Fructis da Garnier, Creme de Pentear: Do bom marketing.

Sou pessoa de andar sempre muito atenta ao que me rodeia. Trabalho em cadeias de lojas incluindo todos os supermercados, analiso preços, promoções, campanhas, lançamentos de produtos. Esse é o meu trabalho e portanto estou a par das mudanças, dos liftings a que a embalagens são sujeitas, aos logos, ao seu reposicionamento.

A semana passada na única vez que fui ao ginásio, deparei-me com isto em duas das bancadas espelhadas do balneário feminino.

Primeira análise: achei interessante. O Hidra Bomb já conhecia e tinha usado mais no Verão. Os outros dois penso que são produtos novos que desconhecia.

Das 6 embalagens disponíveis, todas estavam abaixo de 10% de conteúdo, ou seja a campanha tinha funcionado e bem.

Segunda análise: fiquei chocada com todas as embalagens estarem presas com cabos de “alta segurança”. Em que mundo vivemos em que é preciso fazer isto?! Não é suposto quem ali andar (e parto do pressuposto que somos todas maiores), ter o discernimento para saber que aquilo não é para levar, é apenas para EXPERIMENTAR?! Como se não bastasse, ainda se junta um aviso. Se isto acontece, presumo eu, que seja, porque levaram para casa. Alguém, armada em parva, inocente ou chico esperta, achou que aquela amostra em tamanho real era para levar. Pode haver acto mais egoísta?!

Bem, à saída experimentei o Hidra Caracóis, espalhei bem nas pontas para realçar, e fui comprar uma embalagem para mim. Custou menos de 5 euros (estava em promoção) e presumo que deve durar uns bons meses. Adoro o cheiro, a textura, o cabelo fica super realçado, estruturado.

Gosto das marcas que fazem isto. A Garnier foi muito inteligente porque o produto não poderia ter sido mais experimentado. Num ginásio onde o fluxo de pessoas ronda as mais de 1000 por dia, foi sem dúvida, uma acção inteligente, que tenho a certeza, se repercutiu em vendas.

Se não tivesse experimentado iria comprar?! Se calhar não.

O bom marketing mede-se assim. Parabéns, Garnier!

**

Advertisements