Hope..

Nunca recebo muitos presentes no Natal. Costumo dizer que recebo os essenciais. Aqueles que são precisos. Os que me querem dar. Não preciso de coisas sofisticadas, preciso de coisas que me digam algo, que me toquem, daquelas que, qual setas, me atingem o coração.

Esta foi umas das minhas prendas do Natal 2018. Estava longe de imaginar como correria 2019..

Presumo que me vá fazer muita companhia (e amiúde)..

**

Advertisements