A Matilde e as Polémicas..

Não sou muito de trazer aqui ao meu blog coisas que nada tenham a ver comigo, mas às vezes apetece-me escrever sobre o que se vai passando..

Ando há que tempos para falar deste caso. Do caso da bebé Matilde que, numa onda de solidariedade nunca antes vista (ou sabida) em Portugal, conseguiu “arrecadar” mais de 2,5 milhões de euros para a compra de um medicamento que era basicamente a sua salvação. Desta vez, pelas vicissitudes da minha vida, não contribuí porque quando o ía fazer os donativos já tinham passado dos 2 milhões e achei que não devia fazê-lo. Fiquei muito orgulhosa do meu país, do meu povo, dessa característica que todos temos que se chama solidariedade.

Foi um caso que moveu o País e portanto o Serviço Nacional de Saúde (desconheço as razões porque não o tinha feito desde o início) comprometeu-se a pagar o medicamento na totalidade. De imediato pensei o que seria feito áquele dinheiro, porque estamos a falar de muito dinheiro.

Não condeno quem não quer receber o dinheiro, mas tambem não condeno as pessoas que querem ver devolvidos os donativos que fizeram. Quando o fizeram foi com um propósito, dirigidos a uma criança. Àquela em particular. Se as circunstâncias se alteraram, se os pressupostos já não são mais os mesmos então porque não estarão as pessoas no seu direito de pedirem a devolução do dinheiro?! Não está em causa a sobrevivência da pequena que receberá na mesma o medicamento. De quantas Matildes é feito este nosso País?! Algumas que continuam no anonimato e até poderão precisar tão ou mais que esta?!

Vejo montes de comentários ofensivos contra aos que pretendem a devolução. Não percebo o porquê. Não estarão no seu direito?! Pessoas que doaram 100 euros não estarão no direito de pedir a devolução?!

Os pais alegam que o dinheiro é para “outras Matildes” e depois há a velha questão, como o caso da jovem que angariou mais de 200 mil euros para a cura da sua doença, que infelizmente morreu e que embora se tenha comprometido a doar o dinheiro a outras pessoas, agora a família acha que não porque o dinheiro lhe foi doado a ela.. É de facto um pau de dois bicos..

**

Return.

Regresso hoje. Confesso que já tinha saudades das minhas rotinas de trabalho, dos meus projectos. O trabalho afasta-nos os pensamentos das coisas menos boas, e é uma forma de nos sentirmos úteis.

Está na hora do regresso.

**