Night, Night

A sério a sério é amanhã. É quando as manhãs se complicam no embrulhanço da mochila, do saco de desporto e da lancheira com os pães com Nutella. É quando se instala o mau humor matinal e quando o despertador toca ali pelas 6, 6 e pouco. É preparar tudo, é organizar o meu trabalho e separar os livros novos com os cadernos, tudo a cheirar novo, ainda sem rabiscos. É todo um cabelo à João Félix que é preciso compor. É tirar as havaianas dos pés e aquela impressão medonha de quando voltamos de novo aos ténis fechados. É haver uma aragem fresca de manhã mas ter medo de arriscar levar o braços à mostra sabe-se lá como se compõe a tarde. Amanhã é que é a sério porque o ano afinal, começa agora.

**