De Hoje.

Já passava das 8 da noite. O tempo, ao anoitecer, já não está para saias sem meias. Nem sandálias. Nem decotes. Nem gelados. Já não há por de sol às 8 e tal, já é muito mais cedo, ali a bater na hora de dar o jantar ao meu pai. Diz que esteve um final de dia espectacular hoje. É capaz de ter estado. Eu é que não vi.

**