Lá está..

Ainda de encontro àquilo que eu falava…Acredito mesmo que agora, neste momento, tenho que ser eu a arranjar força interior para me reerguer. Não posso esperar que sejam os outros a dar palmadinhas nas costas, com falinhas mansas. Tenho que ser EU.

**