Domingos.

Que bom que o Netflix não ganha sempre, que não vencem os écrans e o scroll down. Que bom que ainda são os livros aquilo que verdadeiramente mais aprecio. Domingo de chuva, de muita chuva, de muito vento.

Amanhã arranca outra semana. Que nesta trabalhe a sério que na passada ganhou a febre e embora tenha feito tudo, não estive com o afinco necessário.

**