24/…

No meio desta pandemia mundial vi hoje que andava, desde há uns dias, enganada nas minhas contas. Passam hoje 24 (e não 23!) dias desde que parei toda a minha actividade social, contando-se pelos dedos as vezes que saí de casa. Fi-lo apenas para ir ao supermercado (duas vezes) e caminhar no meio de nenhures. Nunca vi uma amiga, nem nunca mais estive com nenhum contacto social. Falhei um funeral, falhei aniversários, falharei tudo o que tiver que falhar em prol de cumprir direitinho aquilo que me é pedido enquanto cidadã e que, honestamente, nem precisavam pedir muito porque a bem da minha saúde teria, como fiz, interrompido todos os meus contactos sociais. Se só assim é possível é assim que TODOS deveriam actuar, sem ser necessário polícia para dar rumo a isto.

Portugal poderia fazer melhor?! Portugal é exemplar?! Os nossos números são reais?! Deveríamos ter usado máscara desde o começo de tudo isto?! Quando teremos uma vida mais ou menos “normal”?! Tantas perguntas a que ainda não sabemos responder…

**