43/…

Ao dia 43 decidi ver como estão os dentes. Não são os dentes a minha maior preocupação mas hoje amanheci com uma dor num molar e resolvi verificar dente a dente como estava, por alto, a saúde da minha boca. Não tenho grandes problemas dentários e estar por casa até faz com que os lave mais amiúde. Sou incapaz de lavar os dentes em espaços públicos e por isso, nunca, mesmo nunca lavei os dentes em contexto de trabalho. Parece que só deve ser o colesterol e os triglicerídeos a sentir-se. Por mais exercício que uma pessoa faça, falta aquela rotina do dia a dia que nos permite gastar energia. E o peso vai-se acumulando porque a idade não perdoa e como já sei o que me faz mal, já não tenho diarreias porque sei o que comer. Há dias (desde que a escola começou que o faço) em que me levanto de manhã e me arranjo toda. Depois por minutos sento-me no sofá e dou início às rotinas domésticas, que dentro da repetição, vão sendo sempre diferentes.

O dia 43 arranca agora e faltam dois dias para celebrar Abril. Concordaremos todos que este ano as celebrações sejam diferentes mas que não se deixe, simbolicamente, de o assinalar.

**