Netflix – Séries que vi.

Tenho tido muito tempo como quase todos nós. Já aqui o disse que a grande alteração da minha vida do antes da pandemia, não foi o aumento exponencial de livros que li, de filmes, séries ou televisão que vi, foi o incremento do exercício físico que tenho feito. Essa foi a grande alteração para além das limpezas e arrumações mais profundas daquelas que não se fazem nem todas as semanas, nem sequer todos os meses.

Tenho visto algumas séries na Netflix. A Netflix é um mundo. Para além de séries, tem filmes, documentários, programas variados. Confesso que me falta a paciência para a explorar de forma mais aprofundada e descobrir coisas.

De séries vi todas as temporadas de: Sex Education que adorei (estou sempre a espreitar para ver quando chegam novos episódios); Método Kominsky (gostei moderadamente, não me parece que estejam para aparecer novos episódios dada a idade dos protagonistas); Limitless (muito boa na minha opinião, com um bom argumento e uma excelente interpretação dos actores principais, a série é baseada no filme com o mesmo nome); Virgin River (também gostei muito, uma série levezinha, sem grandes enredos complicados, que se vê bem nestes tempos de quarentena); Dead to me (ainda só vi uns 3 episódios, aquelas séries como o arroz sem sal, nem aquecem nem arrefecem, nem se sente curiosidade de ver o episódio seguinte); a última Ozark (de todas a melhor! uma série com uma trama complexa, um enredo pesado, muito violenta em grande parte dos episódios, com uma tensão crescente mas daquelas que é impossível parar de ver, porque a trama está tão bem engendrada que apetece continuar a ver até ao fim. Prende desde o primeiro minuto, excelentes interpretações de todos os actores. 3 temporadas que ainda não terminei (estou na última), e que recomendo vivamente).

Há muito mais coisas para ver, mas não gosto de ver séries ou filmes compulsivamente. Tal como os livros, gosto de ver pausadamente.

**