54/…

São 54. E enquanto não houver vacina, não houver tratamento, a vida não será como era dantes. Acordei com falta de ar e tosse eram quatro da manhã. Quase nunca tive falta de ar. Fiquei em pânico, transpirava, tive pesadelos que o meu carro era levado pela corrente e o meu filho estava lá dentro comigo. E eu queria salva-lo. Foi horrível.

São 54 dias mas parecem-me meses, longos meses.

**