Summer advice. 

**

Advertisements

Summer [só que não]. 

Ah sim, dizem que hoje começa o Verão.. Que beleza!! Com uma trovoada a começar lá para as 2 da manhã e que durou até agora, pensei que voava tudo, tal a intensidade..

Este Verão vamos à praia mas de galochas, e os guarda sol passam a guarda chuva. Granizo ontem no norte do país deve ter sido visita surpresa para as [poucas] cerejas de Resende. O tempo está doido, o clima no mundo está alterado, e essa coisa dos closets de Inverno e Verão já era. Não guardem as gabardines, as galochas, os impermeáveis. É tempo de aprender a coordena-los com calções..

O mundo não é mais o mesmo. Acreditem.

**

Time to blue. 

Está aberta a época. Mergulhos do pequeno, fotografias e mais fotografias, leituras, e tempo de calor abrasador e pés de molho..

Eu ainda não mergulho, ainda está fria para mim..

**

S de..  se calhar calavas a boca.. 

Ainda nem assentou arraiais e já se percebe que os malucos se acham uns aos outros, ainda que em pontas distantes do planeta..

É preciso muita coragem para entrar no Sporting assim, paredes meias com uma revolução anunciada mas ainda não concretizada.. Sei que muitos adeptos [ainda] apoiam o “maluco”, eu honestamente acho que já só sinto pena daquele olhar tresmalhado e doentio. Tem sido demais.. Mesmo.

E este meu amigo que acaba de chegar se calhar calava a boca não?!

Enfim..

**

Welcome, Dear Summer. 

Ontem foi, para mim, o primeiro grande dia de calor intenso, insuportável [mas tão desejado]. Estive num torneio de futebol com o pequeno, desde as 9 às 19.30h sob um sol abrasador de 33 graus e sem qualquer sombra onde recorrer. A meio da tarde tive que tomar um Brufen tal a intensidade da dor de cabeça que tinha. Presumo que fossem sintomas de insolação e desidratação.

Hoje estão 37 graus. Está um calor abrasador, que soa a tropical de tão intenso que é. E atenção que eu adoro calor, sol, verão, mas isto veio em demasia, de repente, sem aviso prévio. O pequeno já está de férias e a minha agenda tem que ser muito bem organizada a partir de agora. 

Embarcava e já para o Alentejo. É que era mesmo já. 

**