Das caminhadas.

image

Sou muito mais adepta de correr.
Mas ontem não dava para mim. Depois de pintar paredes, de esticar braços para alcançar o tecto, de andar de gatas para pintar rodapés, de alternar um e outro braço e tantas vezes os dois em simultâneo, percebi que o meu corpo se iria ressentir..

Mesmo assim o pequeno pediu-me para ir a casa de um amigo e lá fomos a pé.. Fiz mais 6 kms, e entre flores e paisagens sempre tenho tempo para tirar umas fotografias do que vou vendo..
O entusiasmo com o jogo que aí vinha era muito..
Falarei do que penso sobre a nossa selecção, da forma como os jogos têm decorrido e de como [tantas vezes] o mérito de quem é melhor não se reflecte no resultado final.. De como [tantas vezes] não se consegue o que se pretende [e luta-se tanto para isso].
Não me parece que não tenham tentado. Caramba está à vista de todos o que fizeram, basta comparar a posse de bola e os remates à baliza..
Mas claro as redes sociais enchem-se do que se sabe..

Falarei nisso mais tarde.
Tenho um evento para fotografar e muitas vezes fotografar desconhecidos não é assim tão mau..
Tenho aprendido muito, não de técnica, mas de tirar o melhor do outro lado.. Porque se as paisagens não tem “um melhor lado”  as pessoas, pelo contrário, tem sempre um lado de onde ficam melhor.. É esse lado que eu [tento] apanhar.

Um bom domingo para esse lado.
Abraço.
**

Advertisements